…Deixando o Brasil outra vez… e um pouco do sentimento de quem ja foi expatriado!

        Como experimentar pela primeira vez viver em uma das praias mais lindas do Estado do Rio de Janeiro e não se apaixonar? Como não se encantar de novo pela espontaneidade do nosso povo depois de experimentar uma cultura mais conservadora?

21083469_1390518611066650_9178889571026103734_o
Praia de Icaraí, Niterói, Brasil.

       Como não agradecer por termos o clima mais gostoso do mundo inteiro… Pois é… Poderia falar mil coisas sobre as vantagens de ter estado por aqui esse ano. Mas também, infelizmente, poderia falar 2000 outras coisas bem difíceis de lidar que fazem referência direta a grandes perigos, estilo de vida,  valores morais e perspectivas de futuro.

        Ser expatriado é estar de alma entregue às mais diversas sensações que se pode imaginar! Ser expatriado é sentir na pele o que é SAUDADE de verdade, SAUDADE de tudo o que te compõe como ser humano …tudo o que te fez ser o que és, e de cultura (de família, de cidade, de país) isso tudo é coisa séria, muito séria, difícil de vencer …. Superar todas essas sensações significa entregar-se gradativamente ao novo e a tudo o que o novo mundo têm pra te oferecer…e isso também é coisa muito séria… A partir dai um outro ser humano entra em transformação…sua cultura MUDA e se expande… seus valores e paradigmas se adequam ao mundo numa dimensão que só quem vive ou estuda muito sobre países, culturas e estilos de vida, consegue entender. Novos amigos no mesmo barco ou nāo, de diferentes países( ou não) vão tomando conta do nosso coração e compartilhando informações novas, curiosas e semelhantes… A referência de semelhante, a empatia, a amizade e os valores das pessoas já não mais se restringe a quem está alí sempre perto, num mesmo espaço geográfico, com mesma cultura…se expande. Ilimitam-se as possibilidades de também ser feliz de um modo inteiramente novo, fazendo  amigos queridos que tenham nascido em qualquer parte desse planeta. Tem tanta gente linda e boa nesse mundão e isso é incrível e nos apodera de uma coragem que poucos entendem.

          caminho1           Dentro dessa perspectiva eu não quero dizer que o expatriado que supera toda essa coisa da saudade, da própria identidade cultural e etc… se torna o super herói do mundo pronto pra tudo…..não mesmo. A gente só se sente(por muitas vezes) incompreendido no próprio país como novo ser transformado pelo mundo… o que é absolutamente normal já que dentro do Brasil nos isolamos muito de tudo o que é internacional. O  gigante Brasil se fecha pelo idioma, por um sistema educacional que não estimula o aprendizado correto de novas línguas desde cedo, por uma mídia concentradora,  por uma política de Turismo Internacional fraca e etc, etc e etc….

        Saí pela primeira vez do Brasil em 2011, voltei em 2017…Houve uma grande mudança de lá pra cá , a ponto de não conseguir assistir o jornal mais de 1 x durante todo o ano. Escândalos absurdos de corrupção, números inacreditáveis de homicídios por mês e uma sensação de depressão assola as pessoas por todos os lados ( foi tanta ilusão e desilusão nesse meio tempo, o povo cansou…) cansou de sonhar, de ser aquele povo que não se entrega nunca. Algo muito diferente tem que acontecer pra que a vibração comece a gritar positivamente mudando a frequência em que estamos.

               E a sensação de ter que deixar o país de novo mas agora com meu filho de 3 anos que tanto precisaria da família perto, é de indignação, tristeza, reflexão e desânimo. Não é de alívio, alegria e orgulho ( como vejo muita gente por ai fazendo não). O Brasil é , e sempre vai ser o país da minha vida, do meu coração , identidade forte do que sou. Nunca, nada, nem ninguém tira a brasilidade que existe em mim, nem que eu quisesse isso seria possível, algumas recaídas devem ainda acontecer,  muita nostalgia irá rolar e no futuro meu filho vai querer saber muito, muito sobre o Brasil..o país que também é dele .  Continuarei em minha orações pedindo muito pra papai do Céu cuidar dessa nação amada e um dia eu ainda quero voltar e contribuir com meu país! Por enquanto tentaremos sobreviver fora, pois por aqui questões básicas foram extremamente abaladas e não queremos pagar pra ver.

fanfiction-amor-doce-o-despertar-3708253-110720152106

Há muita tristeza em escrever esse post, por todas as pessoas lindas que apareceram no nosso caminho esse ano que apesar de tudo com sorrisos e felicidade fizeram toda a diferença.

Um desabafo que creio que muitos que passaram pelo mesmo devem se identificar!

 

Tchau Brasil… Que  seja muito bem vinda nova vida nova em algum lugar!

 

4 comentários em “…Deixando o Brasil outra vez… e um pouco do sentimento de quem ja foi expatriado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s